COMISE da Diocese de Araçuaí (MG) apresenta sua nova logomarca

A logo do COMISE da Diocese de Araçuaí (MG) possui como fundamento de sua construção a missão e alguns aspectos do Vale do Jequitinhonha, no qual está presente a maioria das nossas paróquias. O objetivo dessa arte foi inter-relacionar a própria realidade do território geográfico onde a diocese se encontra e a experiência de fé dessa porção do povo de Deus. Portanto, as características apresentadas na logo pretendem transmitir a essência da vida de tantos homens e mulheres de fé que moram e que amam a sua região.

A cruz é o símbolo do amor de Deus por nós; possui raios luminosos que saem do seu centro, simbolizando o mistério da Redenção que se vislumbra na iluminação de uma nova esperança advinda da ressurreição. A origem, o centro e a meta de toda vocação e missão é a pessoa de Jesus Cristo , o Missionário do Pai. Ele nos impele a sair de nós mesmos para sermos colaboradores na missão. Como seus seguidores, somos chamados permanentemente a “dar testemunho da sua vida até os confins da terra” (cf. At 1,8). A cruz representa o eixo no qual toda a vida da Igreja se conecta.

O contorno das montanhas, característica do Vale do Jequitinhonha, faz referência ao “M” de Maria, estrela da nova evangelização. Ademais, a Mãe de Jesus é a Padroeira de nossa diocese, com o título de Nossa Senhora da Lapa. Maria nos convida a partir apressadamente para servir (cf. Lc 1,39). Junto à cruz, a Mãe permanece de pé (cf. Jo 19,26). Por isso, o povo pede a sua intercessão, pois ela não é indiferente ao sofrimento dos seus filhos.

Os traços azuis representam as águas, principalmente, as do grande rio Jequitinhonha, que é o maior rio em sua extensão presente na região. Sua vida também é nossa vida, como aquelas que outrora brotaram do lado do Templo trazendo vida por onde passavam (cf. Ez 47).

Em formato circular, a sinodalidade orbita o eixo da vida cristã. Segundo o Papa Francisco, “o caminho da sinodalidade é precisamente o caminho que Deus espera da Igreja do terceiro milênio” .

Sob as cores missionárias, representando cinco continentes e de mãos dadas, os seguidores de Cristo permanecem unidos, mas não fechados em suas próprias convicções. Estão aptos ao diálogo e dispostos para ir ao encontro, com atenção especial às periferias. É, então, o caminhar juntos e em comunidade, algo presente na vida das comunidades eclesiais da diocese de Araçuaí. Ressalta o acolhimento e a disponibilidade de tantas pessoas para o serviço missionário na Igreja e na sociedade.

Outras notícias