Padres da Diocese de Cristalândia (TO) participam de formação missionária

Nos dias 30 e 31 de janeiro, o secretário nacional da Pontifícia Obra da Propagação da Fé, Pe. Genilson Sousa, esteve na formação do clero da Diocese de Cristalândia (TO). A formação teve como objetivo apresentar o Programa Missionário Nacional – PMN, as Pontifícias Obras Missionárias e os conselhos missionários. Com essa formação pode-se esclarecer o papel fundamental dos conselhos missionários: COMRE, COMIDI, COMIPAS e o COMISES a serviço das igrejas locais na articulação das forças, da consciência missionária, animação e cooperação missionário nas dioceses.

Outra singular importância foi a necessidade e presença das Obras Missionários nas igrejas locais. Elas são obras para toda a Igreja. No Brasil, temos a presença das três obras: Pontifícia Obra da Propagação da Fé com suas três atividades – Juventude Missionária, Famílias Missionárias e Idosos e Enfermos Missionários. A Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária e a Pontifícia União Missionária. No mundo com a Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo formam “uma rede mundial e solidariedade pela missão evangelizadora da Igreja a serviço do Santo Padre, expressão e fruto de um grande movimento de espiritualidade missionária de todo o povo de Deus. O objetivo das obras é rezar e agir concretamente para sustentar a obra de evangelização e os missionários em todo o mundo”.

As POM são “instrumentos de Promoção da responsabilidade missionária de cada batizado e para o apoio das novas igrejas particulares (Praedicate Evangelium, Art 67). Atualmente são mais de 1.100 dioceses atendidas pelo fundo mundial de solidariedade. A partilha destinada ao fundo acontece no dia mundial das missões em todas as diocese de mundo. Por isso a importância da presença das obras nas diocese, pois são obras que além de cooperar na igreja local ajuda as igrejas locais na missão universal.

Por fim, o PMN que foi um caminho de escuta, partilha entre os regionais da CNBB que na sinodalidade fizeram um caminho de articular e cooperar com mais comunhão as ações missionárias no Brasil. Assim, em 2019, foi lançado este programa com seus eixos fundamentais: formação, animação , missão ad Gentes e profético social, para a melhor comunhão eclesial missionária no Brasil.

A formação ao clero de Cristalândia foi proposta pela diocese para colocar em prática a implantação do COMIDI e consequentemente a participação no COMIRE e a implantação dos COMIPAS e as Obras nas paróquias da diocese. A formação teve a participação de 23 padres, 5 seminaristas e o bispo diocesano Dom Wellington de Queiroz Vieira.

Outras notícias