Projeto missionário de comunidade intercongregacional no Haiti sofre violência

A Comunidade Missionária Intercongregacional de Nazaré encontra-se no Haiti, na Capital Porto Príncipe, desde 2010. Por ocasião do grande terremoto que afetou o País e deixou a Capital em ruínas, o mundo inteiro se mobilizou em ajuda humanitária para apoiar as pessoas e reconstruir o país. Também a Igreja do Brasil, a CNBB em parceria com a CRB Nacional, sensibilizada com o imenso sofrimento humano oriundo desta tragédia, prontamente se colocou à disposição para colaborar neste momento crucial.

Esta Comunidade Intercongregacional permanece no país até os dias de hoje, assumindo com muita entrega e dedicação esta importante Missão em nome da Igreja do Brasil e da vida religiosa consagrada. É um Projeto de Solidariedade, que atende a crianças pequenas em situação de vulnerabilidade alimentar, crianças em idade escolar, oferecendo aulas de reforço e alimentação. Também trabalha com os idosos, adolescentes e mulheres, com oficinas de artesanato e cursos variados como costura, bordado, crochê, reeducação alimentar, cozinha, etc.

Projeto ameaçado
No dia 14 de janeiro, às 16 horas, um grupo de homens encapuçados e fortemente armados invadiram a casa e renderam as religiosas, levando dinheiro, computadores e outros objetos de valor. Com as armas apontadas para as religiosas, proferiam ameaças de sequestro e morte. Às 22h do mesmo dia, uma segunda gangue, ainda mais violenta, chegou até a casa, exigindo que abrissem o portão e atirando muitas vezes. Na manhã do dia seguinte, ainda muito cedo, as religiosas conseguiram fugir, sair do bairro, com a ajuda dos vizinhos e das voluntarias que colaboram no Projeto.

Confira a íntegra da carta da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) denunciando esses atos violentos que ameaçam o projeto missionário no Haiti

Confira algumas imagens do projeto no Haiti

 

Outras notícias